22 Anos ; Livros, Séries, Filmes & Músicas - : Contacto: culturadeescape@gmail.com


04 fevereiro 2017

Senti-te

https://www.google.pt/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=images&cd=&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwj19P6Gp_fRAhVFsxQKHeafCVwQjRwIBw&url=https%3A%2F%2Fwww.pinterest.com%2Fzombiebehaviour%2Fug%2F&psig=AFQjCNHJZYwRp6yCH6VbbcdMGxaSQS1CBA&ust=1486327326112655
Senti-te,
Mas não vi-te,
Onde estás?
Diz-me que não vais!
Não quero memórias vãs.
 
Senti-te,
Mas não cheirei-te,
O odor a rosas,
Frondosas, bondosas,
Mas que me picam,
Queridas rosas , que espinhosas.
 
Senti-te,
Mas não ouvi-te,
A voz romântica.
Porém estática,
Distante.
 
Senti-te,
Mas não toquei-te,
A pele leve,
Odor a mel,
Suave.
 
Senti-te,
Mas não provei-te,
Esses lábios vermelhos,
Momentos velhos,
O meu amor de espelho em espelho.
 
Já não és minha, nem eu teu.
 Sinto pena porém não deu.

1 comentário:

  1. Lembrei-me, automaticamente, da frase de uma música dos Hands On Approach: «Estás tão perto e tão longe». Porque as memórias continuam exatas, mas as pessoas seguem caminhos distintos.
    Adorei o poema, está fantástico!

    ResponderEliminar