22 Anos ; Livros, Séries, Filmes & Músicas - : Contacto: culturadeescape@gmail.com


18 fevereiro 2017

Futuro

https://www.google.pt/url?sa=i&rct=j&q=&esrc=s&source=images&cd=&cad=rja&uact=8&ved=0ahUKEwivk9eLwZrSAhXCvhQKHU40Dq8QjRwIBw&url=https%3A%2F%2Fwww.tumblr.com%2Ftagged%2Fcritica%2C&psig=AFQjCNEvIsUSTz7IKoSBUZzZXZcTlMA3pw&ust=1487536836228730
Sonhei com o inimaginável, vivi
Mas no caminhos me perdi,
Buscando o que nunca vi,
e jamais senti.
 
Acreditei em falsas promessas,
Controversas conversas,
Palavras dispersas,
Ações concretas.
  
Toquei no fundo oculto dos meus pensamentos,
Sistematizei momentos,
Entregando-me aos ventos,
Um tanto conversos.
 
Blindei a minha alma em cada passo,
Sem espaço,
E em cada compasso, delineei,
O futuro, agora obtuso.

1 comentário:

  1. O nosso caminho nunca é em linha reta e, por vezes, perdemo-nos. Mas são todas essas promessas quebradas, essas quedas, essas indecisões e decisões mal tomadas que acabam por nos abrir novas portas. Ainda que incertas.
    Adorei o poema!

    r: É mesmo :)

    ResponderEliminar