22 Anos ; Livros, Séries, Filmes & Músicas - : Contacto: culturadeescape@gmail.com


23 janeiro 2017

Romance Proíbido em "Mar me quer" de Mia Couto

Detalhes da Obra:


Título: Mar me quer | Autoria: Mia Couto Capa: Dura | Editora: Caminho Ano de edição: 2000 | Páginas: 72 | Idioma: Português | ISBN: 9789722113748

Sinopse:


Do universo de Mia Couto nasce este Mar me Quer, estória de Zeca e Luarmina.

Das viagens pela infância, do contacto com o mar, de regressos ao passado se constrói uma narrativa singular.

« Meu passado me pesa: minha infância morreu cedo, eu tive que carregar esse peso morto em minha vida. Aos seis anos tomei lugar de meu avô no barco, dois anos depois meu pai perdia o juízo e saía de casa, cego e louco. Minha mãe, antes de morrer, me entregou na igreja. O padre português Jacinto Nunes me educou em preceito de Deus e livro. Mas eu queria regressar ao mar e cedo troquei livro por rede. Sempre entregando muito, recebendo pouco. Meu avô Celestiano culpava meu pai dessa má sorte. [...] »

 
Opinião:

           Desenvolvendo a história de Luarmina e Zeca, a narrativa desenrola-se com recurso a flashbacks contínuos de modo a descrever as personagens de forma mais verossímil. Contextualizando a beleza provocatória da moça, Luarmina foi obrigada à vida religiosa como forma de repressão à fogaz aparência da mulher. Cingida a uma vida que não gostava, a mulher engorda a potes devido a depressão reduzindo o interesse perverso dos homens. Inesperadamente Zeca atrai-se pela mulher tecendo elogios às suas curvas e insistindo em estar perto dela.
           Inconformada com a vida que tinha, Luarmina questiona constantemente o homem para o seu passado. Rendido à beleza peculiar, Zeca fala das loucuras do avô , da cegueira do pai e da loucura da mãe que contribuiu para o desenvolvimento não muito saudável do pobre homem.           
           Apesar de o leitor torcer por um final no qual Luarmina e Zeca vivem felizes para sempre, não é o que ocorre e o homem acaba falecendo no final do livro. Com um bom desenvolvimento da ação, o livro é aprazível à leitura e recomendo!

3 comentários: