22 Anos ; Livros, Séries, Filmes & Músicas - : Contacto: culturadeescape@gmail.com


18 janeiro 2017

Drama e Terror em THE FOREST

Ficha técnica:

Título: Floresta Maldita
Ano Produção & Estreia: 2016
Direção: Jason Zada
Duração: 93 minutos
Género: Terror ;
País de Origem: Estados Unidos da América
Classificação: ★★★☆☆
 
Sinopse:
           Sara tem uma irmã gêmea e está preocupada com o seu desaparecimento misterioso. O maior receio dela é que a irmã tenha ido para a floresta de Aokigahara, no Japão, mais conhecida como a floresta dos suicidas. Apesar de todos a alertarem para não ir, ela entra na floresta, repleta de horrores inexplicáveis, determinada a descobrir a verdade sobre o destino de sua irmã.
Opinião:
           Apropriando-se de um drama familiar envolvendo duas irmãs gémeas, The Forest é um filme que prende o espectador à cadeira durante todo o filme e proporciona diversos sustos gratuitos. Explorando a temática do suicídio voluntário na sociedade contemporânea, a narrativa torna-se mais dramática ao envolver factos reais com factos fictícios.
           Preocupada com o súbito desaparecimento da sua irmã gémea, Sara voa dos E.U.A para o Japão em busca de respostas para tal fuga. Intimamente ligadas, Sara sabe que sua irmã está viva apesar de todas as pessoas temerem o pior. Através da inserção da Floresta de Aokigahara no Japão, floresta dos suicídios ( segundo a wikipédia o local existe e há relatos recentes de suicídios no local), o filme torna-se real e causa um suspense continuo no decorrer da narrativa que pode atormentar o espectador (ou não).
           "De noite as pessoas ouvem coisas, você pode ficar paranoica, mantenha-se no percurso", isto reflete bem o que o filme aborda, Sara sai do percurso e perde-se não só no percurso, mas também na vida. Quando entramos num local onde más coisas acontecem, o individuo tem de ir mentalmente preparado para tudo o que pode aparentemente surgir, senão más coisas podem acontecer. Jess, a irmã desaparecida encontra o rumo de saída da floresta, mas Sara já nem sua presença é sentida por sua irmã gémea.
 


1 comentário:

  1. Até fiquei aqui com aquela sensação de querer saber o que aconteceu.
    Parece-me muito bem!
    Beijinhos

    ResponderEliminar